Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Guarda municipal de Artur Nogueira é preso após descumprir medida protetiva e agredir ex-mulher

Notícias 5 de janeiro de 2020


Violência começou na noite de sábado (4) e terminou na manhã deste domingo (5). Prefeitura informou que vai instaurar uma sindicância interna para apurar o caso, nesta segunda-feira (6). Braço enfaixado da mulher agredida pelo guarda municipal em Artur Nogueira.
Arquivo pessoal
Um guarda municipal de Artur Nogueira (SP) foi preso em flagrante após descumprir uma medida protetiva e agredir a ex-mulher, de 42 anos. Em entrevista ao G1, a vítima contou que apanhou desde a noite de sábado (4) até por volta das 9h deste domingo na casa onde mora, no bairro Parque Residencial Itamaraty.
A ocorrência foi registrada na Polícia Civil como violência doméstica, descumprimento de medida protetiva de urgência e lesão corporal.
O guarda, de 42 anos, tem um filho de 5 anos com a ex-esposa. Eles foram casados por oito anos. Em setembro do ano passado, ela quis se separar dele, mas ele não aceitava.
“Me arrastou mais ou menos por uns dois metros na rua pelos cabelos. […] Ele falou que não consegue ficar longe de mim, que prefere morrer do que ficar longe de mim. Não é amor, é muita loucura”, disse a mulher.
Segundo a vítima, que pediu para não ser identificada na reportagem, o homem começou a brigar por conta de ciúmes e a arrastava pela casa ao falar de redes sociais. Ele a agrediu com socos, diante do filho. Além da violência física, o guarda danificou o carro dela e o telefone celular. Ela acredita que os vizinhos tenham chamado a polícia.
“Meu carro, ele amassou bastante, quebrou meu celular […] Meu filho está bem assustado”.
Três medidas protetivas
A vítima disse, ainda, que tem três medidas protetivas contra o ex, devido a outras agressões no passado.
“Ele chegou a me deixar trancada dois dias quando meu filho era menor. Sem comer […] Até que ele foi trabalhar e consegui abrir a porta para pedir ajuda. […] A gente se sente obrigada a ficar com eles por medo”.
Sindicância na prefeitura
Em nota, a Prefeitura de Artur Nogueira informou, por meio da Secretaria de Segurança, que, até o momento, não tomou conhecimento do caso, e que irá instaurar uma sindicância interna a partir desta segunda-feira (6) para apurar os fatos e agir conforme rege a lei.
“A Prefeitura ressalta ainda que repudia qualquer tipo de violência”, diz o texto.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Source: Notícias de Campinas e Região

9 visualizações, 1 hoje

  

Links Patrocinados

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Anuncie agora mesmo

Portal do Campo Grande, Campinas-SP

Facebook

%d blogueiros gostam disto: