Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

De 'likes' a bloqueios: Campinas gasta R$ 2,2 milhões com redes sociais e barra 108 internautas

Notícias 29 de outubro de 2019


Dados obtidos pelo G1, via Lei de Acesso, revelam despesas de nove meses da prefeitura com páginas oficiais. Administração diz que veta ‘comentários abusivos, obscenos e difamatórios’. O prédio da Prefeitura de Campinas
Carlos Bassan / Prefeitura
Em meio ao universo de influenciadores digitais, usuários assíduos e propagandas, a Prefeitura de Campinas (SP) também se mantém “conectada” em redes sociais. Dados obtidos pelo G1, por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), mostram que o Executivo gastou R$ 2,2 milhões para gerenciar e impulsionar conteúdos de quatro páginas, entre janeiro e setembro, e cortou relações com quem não mereceu “likes” ou corações na interação: a lista tem 108 usuários bloqueados desde 2014.
De acordo com a Secretaria de Comunicação, o gerenciamento das quatro páginas ao longo dos nove meses representa acréscimo de R$ 13,5 nas despesas, em relação ao mesmo período do ano passado.
2018 – R$ 2.047.327,10
2019 – R$ 2.060.923,81
Diferença – R$ 13.596,71
“Os serviços de gerenciamento de redes sociais compreendem: monitoramento, planejamento, criação [publicitária e de textos] e interação com o público, com pesquisa, apuração e produção de textos para dar respostas às perguntas e comentários feitos pela população. E, ainda, produção de relatórios diários que apontam o desempenho e repercussão das postagens feitas”, diz texto assinado pela diretora de Publicidade, Virgina Serrano. O montante inclui três páginas do Facebook e uma do Instagram.
Initial plugin text
Conteúdo impulsionado
Se em 2018 o gasto com impulsionamento de conteúdos foi zero, neste ano a prefeitura mudou de estratégia. Forma destinados mais R$ 199,2 mil para valorizar determinados posts junto ao público.
Facebook – R$ 159.901,15
Instagram – R$ 39.316,55
Total – R$ 199.217,70
Usuários bloqueados
O relatório obtido pela reportagem diz que 108 usuários foram bloqueados no Facebook desde 2014, enquanto não houve usuários “vetados” no Instagram. A prefeitura não revelou quais palavras ou termos motivaram as decisões, mas garantiu que as medidas ocorreram por causa de “comentários abusivos, difamatórios, obscenos, fraudulentos, relativos a qualquer espécie de divulgação ou que induziam a erro”.
Initial plugin text
Páginas
Prefeitura de Campinas
Conheça Campinas
Campinas Animal
PrefCampinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.
Source: Notícias de Campinas e Região

6 visualizações, 1 hoje

  

Links Patrocinados

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Anuncie agora mesmo

Portal do Campo Grande, Campinas-SP

Facebook

%d blogueiros gostam disto: