Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Com sucessos e orações, Felipe Araújo homenageia irmão e amigo Gabriel Diniz em Americana

Notícias 22 de junho de 2019


Morto em acidente aéreo, cantor do hit ‘Jenifer’ faria show nesta sexta (21); sertanejo também exaltou o irmão, Cristiano Araújo. Noite terminou com volta do Raça Negra ao palco da Festa da Peão após 22 anos. Sertanejo Felipe Araújo lembrou do irmão e do amigo mortos no show em Americana
Júlio César Costa/G1
A quinta noite da Festa do Peão de Americana (SP) foi marcada por muita emoção e homenagens ao cantor Gabriel Diniz, morto em um acidente aéreo em maio, e ao sertanejo Cristiano Araújo, vítima de um acidente de carro no interior de Goiás. De joelhos, Felipe Araújo, irmão de Cristiano e amigo de Diniz, lembrou das mortes no auge da carreira, cantou músicas dos dois artistas, se emocionou e fez orações no palco.
O sertanejo abriu a noite de shows. Felipe Araújo subiu ao palco à 0h15, ao som de “Amor da sua cama”. Em seguida, o cantor emendou com as músicas “A mala é falsa”, “Big Bang” e “Chave Cópia”.
Ao cantar a música “Você mudou”, do irmão Cristiano Araújo, o sertanejo se emocionou enquanto fotos e vídeos dele passavam no telão do palco. Em seguida, Felipe cantou com a ajuda do público os sucessos “Maus bocados” e “Cê que sabe”, também do irmão. Ao fim, agradeceu o carinho dos fãs.
“A saudade que vocês sentem está estampado no rosto de cada um. Em nome da minha família, eu quero agradecer a todos vocês. Enquanto eu tiver voz, prometi que nunca deixaria as pessoas se esquecerem de quem foi Cristiano Araújo. Uma salva palmas para o Cristiano e para a Allana”, disse, se referindo à namorada do cantor que também estava no carro e morreu no acidente que aconteceu há quase quatro anos.
Show de Felipe Araújo em Americana foi marcado pela emoção na madrugada deste sábado (22)
Júlio César Costa/G1
Após homenagear o irmão, Felipe Araújo lembrou o público de que Gabriel Diniz também se apresentaria na noite desta sexta-feira na festa. O sertanejo pediu ajuda dos fãs para cantar a música “Jenifer”, sucesso de Diniz.
“Hoje era para ser um dia muito especial, era o show de um dos melhores amigos que eu já fiz na música e na vida. Ele ia tocar aqui, mas a gente não sabe o que acontece nessa vida, mas Deus sabe de todas as coisas”, disse.
Ainda no ritmo das homenagens, Felipe Araújo chamou o pai, que acompanhava o show nos fundos do palco, para cantar com ele clássicos do sertanejo de Leandro e Leonardo, Chitãozinho e Xororó e Matogrosso e Mathias. Terminou o dueto com o pai dando um recado ao público.
“Muitas vezes a gente perde tempo brigando, chega em casa e briga com a família, com os irmãos, mas o dia de amanhã não nos pertence, somente a Deus pertence. A gente acaba perdendo a oportunidade de dizer ‘eu te amo’”, falou.
Felipe Araújo cantou sucessos sertanejos com ajuda do pai em Americana (SP)
Júlio César Costa/G1
Recuperado das emoções, o sertanejo tocou sucessos das duplas Jorge e Mateus, Maiara e Maraisa e Zé Neto e Cristiano. Arriscou no inglês com a música “Thinking out loud”, do britânico Ed Sheeran, e fez a plateia pular com o rock’n roll de Charlie Brown Jr, Raimundos e Los Hermanos. Felipe Araújo também agradou os fãs de funk e até fez uma ‘sarrada’ no palco, e também para os apaixonados por axé, com músicas de Jammil e Uma Noites e Chiclete com Banana.
Com quase duas horas de show, o cantor se despediu dos fãs de um dos seus maiores sucessos: “Atrasadinha”. “Essa música que me fez tocar aqui no rodeio de Americana. Muito obrigado, gente”, finalizou. Após fazer uma oração, ele encerrou a sua participação na festa.
Felipe Araújo ficou de joelhos, fez homenagens e orações ao irmão e amigo mortos
Júlio César Costa/G1
Homenagem
Para homenagear o cantor Gabriel Diniz, que faria show nesta sexta-feira em Americana, a organização da Festa do Peão preparou um vídeo que foi transmitido no intervalo entre os shows de Felipe Araújo e Raça Negra.
Na produção, a música “Jenifer”, principal sucesso de Diniz, foi interpretada por famosos como Wesley Safadão e Marília Mendonça e por anônimos, fãs do cantor.
“Homenageamos esse artista que trouxe alegria e irreverência ao Brasil”, finalizou o Clube dos Cavaleiros de Americana.
Provas
Antes da arena ferver com as apresentações musicais, as competições agitaram o público em Americana. No campeonato de montarias em touro para o Iron Cowboy, 35 atletas disputaram as melhores colocações, mas apenas 12 conseguiram permanecer por 8 segundos no lombo do animal e pontuar para a final no domingo.
A melhor nota da noite foi do tricampeão mundial da Professional Bull Riders (PBR), Silvano Alves. Ele montou o touro ‘Promotor’ e alcançou a marca de 88,5 pontos, a maior nota da noite. Na segunda posição, empataram os peões Flávio Vinícius da Silva e João Lucas, que conquistaram 88 pontos.
Na montaria em cavalos no estilo cutiano, 18 atletas disputaram ponto a ponto e dois ficaram empatados na primeira colocação. Kaio Henrique Barros, montando o cavalo ‘Lembrança’, e Marco Antônio da Silva, com o animal ‘Buda Bar’, somaram 87,50 pontos.
Na prova dos três tambores, o menor tempo da noite foi de Kelly Caroline Pereira da Silva, com o cavalo ‘Elvis Ta Fame’. A amazona fez o percurso em 17,330 segundos e somou 35,394.
Veja tudo sobre a Festa do Peão de Americana 2019; clique aqui
Source: Notícias de Campinas e Região

28 visualizações, 1 hoje

  

Links Patrocinados

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Anuncie agora mesmo

Portal do Campo Grande, Campinas-SP

Facebook

%d blogueiros gostam disto: