Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Motoristas do transporte público de Valinhos suspendem atividades nesta quinta-feira

Notícias 8 horas atrás


Funcionários alegam falta do pagamento de horas extras e do vale alimentação feito pela empresa Sou Valinhos. Passageiros ficaram sem ônibus nesta manhã. Motoristas de ônibus reclamam de falta de pagamento de horas extras e paralisam
Os motoristas do transporte coletivo de Valinhos (SP) não saíram da garagem na manhã desta quinta-feira (9). Segundo o Sindicato dos Rodoviários, órgão que representa a categoria, o motivo da paralisação das atividades foi a falta de pagamento de horas extras e do vale alimentação feito pela empresa Sou Valinhos, responsável pelo transporte público na cidade. O portão do terminal foi trancado e as catracas fechadas.
De acordo com o sindicato, por causa da pandemia do novo coronavírus, um acordo foi feito com a empresa, que negociava as horas extras como banco de horas. Os motoristas teriam aceitado o acordo, porém os descontos foram feitos na folha de pagamento e alguns trabalhadores receberam um salário muito baixo, disse o sindicato.
Em assembleia na manhã desta quinta, os motoristas decidiram pela suspensão até que os pagamentos sejam feitos. Segundo o sindicato, a empresa fez uma proposta para repassar os valores até o dia 20 deste mês, mas os trabalhadores não aceitaram.
Alguns moradores estavam no ponto de ônibus em frente ao terminal de ônibus na manhã desta quinta, mas não conseguiram embarcar e precisaram ligar para parentes ou chamar motoristas por aplicativo.
Terminal de ônibus ficou vazio na manhã desta quinta-feira (9), após paralisação de motoristas em Valinhos (SP)
Eduardo Rodrigues/EPTV
Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Source: Notícias de Campinas e Região

5 visualizações, 5 hoje

Prefeitos dizem que pronunciamento de Bolsonaro tenta 'eximir o presidente de suas atribuições de chefe de Estado'

Notícias 8 horas atrás


Em discurso em rede de rádio e TV na noite de quarta, Bolsonaro afirmou que governo não foi consultado sobre medidas de isolamento social adotadas por estados e municípios. Frente Nacional dos Prefeitos alega ter pedido orientações duas vezes, e que não obteve resposta. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, é presidente da Frente Nacional de Prefeitos
Reprodução/EPTV
A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) repudiou, em nota oficial, o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, em rede nacional de televisão na noite de quarta-feira (8), em que afirmou que a “responsabilidade exclusiva” das medidas de isolamento social motivadas pela pandemia do novo coronavírus é dos governadores e prefeitos.
Segundo a entidade, liderada pelo chefe do Executivo de Campinas (SP), Jonas Donizette (PSB), Bolsonaro tenta se “eximir de suas atribuições de chefe de estado”. Durante o discurso, o presidente afirmou ainda que o governo federal não foi consultado sobre a ampliação das medidas de isolamento. No entanto, a informação também foi contestada pela FNP, que garante que os prefeitos pediram orientações à União em duas oportunidades, mas não obtiveram resposta.
MAPA: casos de coronavírus pelo Brasil
Coronavírus: veja perguntas e respostas
Frente Nacional de Prefeitos repudia pronunciamento de Bolsonaro sobre coronavírus
Ainda de acordo com os prefeitos, a entidade encaminhou um ofício ao governo federal, no dia 27 de março, para questionar se havia nova orientação de combate à Covid-19 e reiterou as mesmas perguntas no dia 30 de março.
Jair Bolsonaro faz novo pronunciamento sobre a Covid-19
“Para esses questionamentos, até o momento, não houve qualquer retorno. Diante disso, prefeitas e prefeitos das cidades com mais de 80 mil habitantes, que reúnem 61% da população e produzem 75% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, reafirmam que (…) continuarão reforçando as medidas de isolamento social”, diz o texto da nota.
Poucos antes do pronunciamento do presidente, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu, ao analisar ação movida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que o governo federal não pode derrubar decisões de estados e municípios sobre isolamento social, quarentena, atividades de ensino, restrições ao comércio e à circulação de pessoas.
Veja a nota da FNP na íntegra
A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) lamenta que, mais uma vez, o presidente da República, Jair Bolsonaro, tenha se manifestado para se contrapor à postura de prefeitos e governadores no enfrentamento ao novo coronavírus. Em seu pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, nesta quarta-feira, 8, o presidente apesar de dizer que respeita a autonomia dos governadores e prefeitos, distancia-se e opõe-se quando afirma que “muitas medidas de forma restritiva, ou não, são de responsabilidade exclusiva dos mesmos; o governo federal não foi consultado sobre sua amplitude e duração”.
Essas declarações, além de lamentáveis, porque tentam eximir o presidente de suas atribuições de chefe de Estado, autoridade que tem como dever zelar pela harmonia da federação, também não são verdadeiras. No dia 27 de março, a FNP encaminhou o ofício 197/2020, questionando se havia nova orientação do governo federal no combate à COVID-19. Como não recebeu resposta, reiterou as perguntas em 30 de março no ofício 213/2020. Para esses questionamentos, até o momento, não houve qualquer retorno.
Diante disso, prefeitas e prefeitos das cidades com mais de 80 mil habitantes, que reúnem 61% da população e produzem 75% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, reafirmam que continuarão trabalhando incansavelmente para prestar o melhor atendimento possível à população e também continuarão reforçando as medidas de isolamento social, como forma de não causar um colapso no Sistema Único de Saúde.
Initial plugin text
Source: Notícias de Campinas e Região

4 visualizações, 4 hoje

O que você sabe sobre os beija-flores? Veja cinco curiosidades!

Notícias 8 horas atrás


Aves chamam atenção pelo brilho das penas com características únicas. No Brasil existem mais de 80 espécies diferentes de beija-flores
Ananda Porto/TG
Os beija-flores pertencem à família Trochilidae e são aves exclusivas das Américas. Como o próprio nome popular diz, possuem uma relação forte com as flores. Nelas buscam o alimento e se tornam paralelamente agentes fundamentais da polinização. No mundo existem mais de 360 espécies de beija-flores. Só no Brasil são encontradas 83 delas. Eles chamam atenção pela beleza e pela forma que voam: são ágeis e realizam movimentos que nenhuma outra ave é capaz de executar, como voos para trás, além de “pairarem” no ar. Mas além disso, esses seres belíssimos possuem muitas outras características particulares. Confira abaixo:
Dieta dos beija-flores consiste em néctar e pequenos insetos
Rudimar Narciso Cipriani
1) O AÇÚCAR NÃO FAZ MAL A ELES
A dieta alimentar dos beija-flores consiste apenas em pequenos insetos e néctar. Essas aves podem chegar a visitar mais de 200 flores para se alimentar em um único dia. O resultado disso é um alto consumo de açúcar. Mas será então que os beija-flores podem ter problemas de saúde por consumir tanto açúcar? A resposta é não. Essas aves tem características adaptativas e grande parcela da glicose consumida é filtrada na urina. O néctar é o combustível que os beija-flores precisam para acumular gordura corporal antes de realizarem grandes migrações, por exemplo.
Batimentos cardíacos dos beija-flores podem chegar até 1.260 por minuto
Ananda Porto/TG
2) CORAÇÃO GRANDE E ACELERADO
Os beija-flores são considerados máquinas de voar. Uma curiosidade é que os motores, ou melhor, o coração dos colibris são gigantes se comparados relativamente com o tamanho do corpo de qualquer outra espécie. O coração de um beija-flor pesa o equivalente de 1,9 a 2,5% do peso do corpo que geralmente varia de 2,4 g a 5g. O nosso coração por exemplo equivale apenas a 0,5% do peso total do nosso corpo. Pesquisas apontam que o coração dessas aves movimentam sangue 100 vezes mais depressa do que o do homem. Já foram registradas frequências cardíacas de até 1260 batimentos por minuto. E nem em repouso o bichinho sossega. Existem dados que mostram que a frequência respiratória dos beija-flores chega a 260 inspirações por minuto, mesmo quando ele está parado.
Para economizar energia beija-flores entram em torpor nos dias mais frios
Ananda Porto/ TG
3) FASE DE TORPOR
Como qualquer máquina, os beija-flores também precisam descansar, ou melhor economizar energia, afinal eles consomem muito dela. Mas eles também gastam as calorias em vaivéns frenéticos. O metabolismo rápido impressiona e não é a toa, são considerados um dos seres que apresentam as taxas metabólicas mais altas se comparada ao tamanho do corpo de qualquer outro animal da Terra. Para poupar combustível, em dias frios e ao anoitecer, os beija-flores economizam energia entrando na fase de torpor. Nessa fase o ritmo do batimento cardíaco diminui e eles aparentam até estarem “mortos”.
Fêmeas não são tão coloridas mas são as responsáveis por criar o ninho e cuidar da prole
Ananda Porto/ TG
4) FÊMEAS EM AÇÃO
Em muitas espécies de beija-flores é possível notar um dimorfismo sexual grande. Geralmente os machos se destacam mais do que as fêmeas com um colorido impressionante. Mas a função deles se limita a apenas isso: encantar e conquistar a parceira. Pouca gente sabe, mas são exclusivamente as fêmeas dos beija-flores quem constroem os ninhos e cuidam dos filhotes.
O estrelinha-ametista é considerado um dos menores beija-flores da fauna brasileira.
Ananda Porto/TG
5) LEVEZA E MIUDEZ
Os beija-flores são aves pequenas e a família reúne algumas das menores aves do mundo. Apresentam um tamanho variado, que vai de 6 a 15 centímetros, e pesam poucas gramas. Espécies como o topetinho-vermelho, considerado o menor do Brasil, é mais leve do que uma moeda de um centavo, por exemplo. Apesar da delicadeza os beija-flores impressionam com a potência. Algumas espécies, como o estrelinha-ametista, podem bater as asas 80 vezes em um segundo.
Source: Notícias de Campinas e Região

4 visualizações, 4 hoje

Confira as atrações do Terra da Gente deste sábado (11/04)

Notícias 9 horas atrás


Conheça o maior museu a céu aberto do mundo e se encante com a revoada de 100 mil andorinhas-azuis pelo rio Teles Pires. Inhotim, em Brumadinho (MG), é o maior museu ao ar livre do mundo.
Terra da Gente
TG 1081
O Terra da Gente deste sábado (11/04) te convida a conhecer o maior museu ao ar livre do mundo, o Inhotim, em Minas Gerais. O local oferece uma experiência única que propõe conexão com a natureza e a arte. Se impressione também com a revoada de 100 mil andorinhas-azuis pelo rio Teles Pires, na divisa entre o Mato Grosso e o Pará. O fenômeno raro acontece quando a espécie migra do hemisfério Norte. Na pescaria a briga com a cachorra garante diversão e belas disputas. A Hora do Rancho estreia uma série de receitas fáceis e práticas para você fazer durante a quarentena. Para começar, uma massa que se transforma em diversos lanches e até doces.
Museu é conhecido por reunir arte e natureza.
Terra da Gente/Arquivo Pessoal
Inhotim: maior museu ao ar livre do mundo
O maior museu ao ar livre do mundo é brasileiro e fica Minas Gerais. O Inhotim funciona como um refúgio de beleza e tranquilidade em um lugar marcado por uma tragédia: a cidade de Brumadinho. A integração entre arte e natureza impressiona os visitantes que apreciam desde instalações até um jardim botânico com mais de 4500 espécies de plantas do mundo inteiro.
Equipe do Terra da Gente flagrou a revoada de cerca de 100 mil andorinhas-azuis.
Terra da Gente/Arquivo Pessoal
Fenômeno da natureza
Não é todo dia que se vê 100 mil andorinhas voando ao mesmo tempo no céu. As imagens impressionantes flagradas pela equipe do TG revelam o fenômeno sobre as águas do rio Teles Pires, na divisa entre o Mato Grosso e o Pará. As andorinhas-azuis são, na verdade, aves típicas do hemisfério Norte, mas migram mais de 12 mil quilômetros durante o inverno para encontrar comida no Sul.
Cachorras garantem pescaria emocionante pelo rio São Benedito
Terra da Gente/Arquivo Pessoal
Pescaria e observação de aves
As matas próximas ao rio São Benedito guardam belezas e raridades. De cima de uma grande torre de observação ou na beira do rio é possível ver aves raras e difíceis de serem avistadas. Na água a busca dessa vez é pela cachorra, um peixe voraz e curioso que garante uma bela disputa.
Massa versátil pode ser usada para lanches, pães e até doces.
Terra da Gente/Arquivo Pessoal
Massa multiuso
Durante a quarentena nada melhor que uma massa simples e rápida que é capaz de se transformar em pães, salgadinhos e até doces! Aprenda a receita completa na “Hora do Rancho”.
Source: Notícias de Campinas e Região

4 visualizações, 4 hoje

VÍDEOS: Bom Dia Cidade Campinas de quinta-feira, 9 de abril

Notícias 9 horas atrás


Veja as notícias das regiões de Campinas e Piracicaba. Veja as notícias das regiões de Campinas e Piracicaba.
Source: Notícias de Campinas e Região

5 visualizações, 5 hoje

Página 1 de 20641 2 3 2.064

Links Patrocinados

Anuncie agora mesmo

Portal do Campo Grande, Campinas-SP

Facebook