Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Casal de Campinas relata comoção em ações voluntárias para ajudar vítimas de incêndios na Austrália: 'precisamos retribuir'

Notícias 15 de janeiro de 2020


Adriana e Douglas entregam alimentos para santuários com animais recolhidos e ajudam na reconstrução e limpeza de cidades devastadas. ‘Sentimento de comoção’, diz campineira. Casal de Campinas divide experiência de voluntariado na Austrália
Comovidos com a devastação causada no país, um casal de Campinas (SP) se uniu a um grupo de 250 brasileiros em Sydney para a organização de uma força-tarefa, que faz trabalhos voluntários em apoio às vítimas de incêndios florestais. A Austrália atravessa uma de suas piores temporadas de queimadas, alimentadas por temperaturas recorde e meses de seca extrema, que causaram a morte de pessoas e animais, destruíram casas e deixou milhões de hectares arrasados pelas chamas.
A administradora Adriana Fidelis e o motorista Douglas Carvalho moram há quatro anos e meio em Sydney, na Austrália. A cidade está localizada no estado de Nova Gales do Sul, responsável por mais da metade das terras destruídas pelas queimadas desta temporada em todo o país. Segundo Douglas, o grupo organiza as ações voluntárias por um aplicativo de mensagens.
Casal de Campinas faz trabalho voluntário em apoio às vítimas das queimadas na Austrália
Arquivo Pessoal
O casal conta que muitas casas e fazendas foram destruídas e as famílias que ficaram desabrigadas foram orientadas pelas prefeituras das cidades a deixarem os animais domésticos para trás. Para evitar que esses animais fossem sacrificados, eles foram recolhidos em santuários que, de acordo com Douglas, não tinham mais condições de alimentá-los devido a grande quantidade de bichos abrigados.
“Foi aí que tivemos a ideia de procurar em alguns supermercados e também no Sydney Market, que é um tipo de Ceasa daqui, por legumes e outros alimentos que seriam descartados. Levantamos todos os alimentos necessários e conseguimos a liberação para recolher o que era preciso e levar para esses dois santuários. Até comida de cachorro eles precisavam. Quando as pessoas ouvem que são para as queimadas, eles não medem esforços para ajudar”, explica Douglas.
Adriana e Douglas já conseguiram entregar três toneladas de mantimentos em caminhões e na van refrigerada do casal aos abrigos de animais.
Casal de Campinas recolhe alimentos para entregar em santuários de animais na Austrália
Arquivo Pessoal
Ainda segundo Douglas, o grupo também apoia na reconstrução de casas e na limpeza dos vilarejos que foram destruídos pelo fogo. No último fim de semana, os voluntários se dividiram para trabalhar em três regiões afetadas pelas queimadas em setembro.
“Subiram 30 pessoas para uma cidade que está a 1h30, mais 30 pessoas para outra a 2h30 e uma turma de 35 pessoas para uma cidade que está a 4h30 daqui [Sydney]. Lá, nós ajudamos na reconstrução de cercas em fazendas e fizemos limpeza de três quilômetros. As pessoas também ajudam espalhando alimentos próximo das árvores nas regiões onde não queimou para os animais terem opção de comida”, conta.
Na próxima sexta-feira (17), o casal levará mais mantimentos a um outro santuário de animais.
Grupo de brasileiros se mobiliza para ajudar vítimas de incêndios florestais na Austrália
Arquivo Pessoal
Desespero e comoção
O casal conta que os incêndios florestais começaram pelo lado norte do estado de Nova Gales do Sul em setembro, três meses mais cedo do que nos anos anteriores. Embora o bairro onde vivem, em Sidney, não tenha sido afetado pelo fogo, Adriana lembra que havia muita fumaça no ar e sentia dificuldade em respirar.
“Normalmente, essas queimadas acontecem no auge do verão, entre dezembro e janeiro, mas adiantou para setembro. O incêndio começou a se espalhar e perderam o controle. Devastou muita coisa, bloqueou estradas. Em Sydney, a gente conseguia ver muita fumaça, o sol ficava alaranjado e a gente precisava de purificador de ar por conta da dificuldade de respirar”, explica.
Incêndios florestais devastaram fazendas e deixaram pessoas e animais sem abrigo na Austrália
Arquivo Pessoal
Morando há quatro anos e meio na Austrália, Douglas conta que não tinha visto incêndios florestais de tamanha proporção. Ele e Adriana integram uma comunidade com cerca de 30 mil brasileiros que vivem na Austrália.
“Vendo tudo o que está acontecendo e o sofrimento dos animais, a gente decidiu se mobilizar nesse grupo de 250 pessoas para a reconstrução das cidades e ajudar de alguma forma. Fomos bem acolhidos aqui e precisamos retribuir para o lugar que nós estamos”, diz.
Para a administradora Adriana, o sentimento é de comoção em todos os moradores do país. “Esse sentimento que mobilizou todos nós. Precisamos ajudar o próximo”.
Casal de Campinas ajuda vítimas de incêndios florestais na Austrália
Arquivo Pessoal
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.
Source: Notícias de Campinas e Região

6 visualizações, 1 hoje

  

Links Patrocinados

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Anuncie agora mesmo

Portal do Campo Grande, Campinas-SP

Facebook

%d blogueiros gostam disto: