Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Campinas avalia substituir placas de identificação usadas em carros de motoristas por aplicativos

Notícias 14 de janeiro de 2020


Prefeito diz que pediu ao Secretário de Transportes para que pense em alternativa para garantir mais segurança aos motoristas. Reivindicação foi feita por categoria após morte de condutor. Motoristas durante protesto na Avenida Anchieta, em Campinas
Johnny Inselsperger / EPTV
Campinas (SP) confirmou na tarde desta segunda-feira (14) que avalia substituir as placas usadas para identificação dos carros usados por motoristas de aplicativos e que o controle seja feito pela Emdec, empresa responsável por fiscalizar o trânsito na cidade. A solicitação para retirada delas dos automóveis foi feita por um grupo durante protesto realizado na área central, na semana passada, para reivindicar mais segurança após um condutor ser morto durante assalto no Jardim Chapadão. Ninguém foi preso.
O prefeito, Jonas Donizette (PSB), disse que pediu ao secretário de Transportes, Carlos José Barreiro, para que pense em uma forma alternativa. “Pedi para ele pensar em maneira que pudesse ser feita a substituição da plaquinha. Talvez, foi dado ideia de identificação no retrovisor do carro […] O secretário de Transportes já esta com essa demanda. Vamos dar encaminhamento às conversas que tivemos com os motoristas. Não existe ainda uma forma definida”, falou o chefe do Executivo.
Câmera registra roubo que terminou na morte de motorista de aplicativo em Campinas; vídeo
Motoristas de transporte por aplicativo protestam após latrocínio em Campinas
Associação de motoristas por aplicativos quer nome, foto e CPF de passageiros em Campinas
De acordo com ele, na próxima semana deve ser marcada uma reunião entre secretários e representantes dos motoristas para discussão de outras demandas feitas pela categoria. Entre elas, explica, o controle da identificação pela Emdec, com objetivo de garantir mais segurança.
“Um outro pedido que fizeram, que o adesivo seja controlado pela Emdec, esse era o nosso desejo quando nós fizemos a lei. Por uma questão de flexibilidade, porque na época tinha um receio das regulamentações, nós retiramos essa parte. Eles mesmos [motoristas] estão percebendo que não está sendo vantajoso para elas e pedem que retornemos. Falei ao secretário para ver uma maneira da Emdec controlar a identificação”, destacou o pessebista. A data do encontro não foi confirmada.
O que dizem as empresas?
Em nota, a assessoria da 99 informou que avalia como positiva todas as iniciativas que contribuam para construir um ambiente mais seguro para motoristas e passageiros, “como é a proposta feita hoje pelo governo municipal em Campinas em relação ao uso do dístico [adesivo de identificação]”.
A Cabify destacou que segue as leis municipais e orienta os condutores e que “constantemente investe em tecnologia para oferecer uma camada a mais de segurança ao motorista parceiro, como compartilhamento de rota, opção de não aceitar corridas em dinheiro, dentre outras coisas”.
A assessoria da Uber informou que defende revisão do atual modelo de identificação visual dos veículos, por considerar que o atual provoca mais gastos e gera mais exposição dos condutores. Além disso, a empresa alegou que o adesivo não é pratico e não garante que o carro esteja cadastrado em aplicativos.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.
Source: Notícias de Campinas e Região

7 visualizações, 1 hoje

  

Links Patrocinados

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Anuncie agora mesmo

Portal do Campo Grande, Campinas-SP

Facebook

%d blogueiros gostam disto: